Logotipo ou logomarca?





Recentemente, me perguntaram qual a diferença entre logotipo e logomarca, o que me fez perceber o quanto esta é uma dúvida recorrente e que gera confusão até mesmo no meio profissional.

A palavra logomarca existe, não apenas no dicionário mas também nos glossários de organizações de branding de relevância nacional, como o Glossário Essencial de Branding da ABA - Associação Brasileira de Anunciantes, segundo o qual:


Logomarca é "o conjunto compreendido entre o símbolo e o logotipo".

Logotipo é "a forma escrita do nome fantasia adotado por organizações, produtos ou serviços".


O mesmo acontece com o Glossário de termos e verbetes utilizados em Design Gráfico da ADG Brasil - Associação dos Designers Gráficos no Brasil, de acordo com o qual:


Logomarca é uma "identificação genérica habitualmente utilizada, sobretudo no meio publicitário, para sinais diversos de um programa de identidade visual, como logotipo, símbolo e marca".
 
Logotipo é "1) Forma gráfica específica para uma palavra, de modo a caracterizá-la com uma personalidade própria. 2) Elemento de identidade visual comumente denominado, abreviadamente, de logo. 3) Marca comercial de uma empresa constituída por uma ou mais palavras ou por um grupo de letras grafadas em desenho e estilo característicos."


E, ainda, de acordo com o dicionário Michaelis:

Logomarca é a "1) Representação gráfica do nome de determinada marca, em letras com traçado característico, facilmente identificável, e que constituem seu símbolo visual. 2) Representação visual de uma marca."

Logotipo é "1) Grupo de letras reunidas numa só peça, usado em tipografia para a composição de siglas e marcas comerciais ou de fabricação, com traçado característico, facilmente identificável. 2) Símbolo constituído de uma letra ou grupo de letras, com traçado peculiar, criado especialmente para a identificação de uma empresa, instituição, produto, marca etc."


Agora, vejamos o significado da palavra marca, também de acordo o Glossário Essencial de Branding da ABA - Associação Brasileira de Anunciantes:


Marca é "um nome, termo, símbolo, desenho ou qualquer elemento que identifica o bem ou serviço de uma organização como distinto dos de outras. Uma marca pode identificar um item, uma família de itens ou todos dessa organização".


"É um conjunto organizado de percepções (cognitivo) e sentimentos (emocional), residentes no consumidor, que faz com que determinado bem ou serviço seja mais do que simplesmente diferente de seus competidores. Um conjunto de percepções e sentimentos que faz com que ele possa vir a ser único e capaz de satisfazer as necessidades tangíveis e simbólicas do consumidor".


Agora, a definição de marca também de acordo com o Glossário de termos e verbetes utilizados em Design Gráfico da ADG Brasil - Associação dos Designers Gráficos no Brasil, de acordo com o qual:


Marca é um "nome, símbolo gráfico, logotipo ou combinação desses elementos, utilizado para identificar produtos ou serviços de um fornecedor/vendedor, e diferenciá-los dos demais concorrentes. (...) O mesmo que brand."


Portanto, segundo as fontes citadas acima, podemos concluir que a marca pode ser constituída apenas por um logotipo, como no caso da SONY, ou da união da palavra com um símbolo não tipográfico, resultando em uma logomarca, como no caso da NIKE.






O logo ou a logo?


O logo para logotipo e a logo para logomarca.

Porém, vale ressaltar que há controvérsias.

Existe, no meio profissional, um antigo debate sobre a existência ou não da palavra logomarca e a sua relação com a palavra logotipo, discussão esta que gira em torno da etimologia dos termos.


Logos é uma palavra de origem grega que pode ser traduzida como palavra, conhecimento, ordem, razão, discurso, conceito, entre outros significados relacionados à argumentação persuasiva.

Typos também vem do grego e significa grafia, padrão, forma.

Marka é uma palavra de origem germânica e pode ser traduzida como limite, fronteira, bandeira, sinal distintivo.


Assim, para muitos profissionais da área, a palavra logomarca seria um neologismo (criação de uma palavra ou expressão nova, ou atribuição de novo sentido a uma palavra já existente).

A união de Logos com Marka formaria uma expressão sem um significado coerente, diferente do que acontece com logotipo.


Logotipo (Logos + Typos) - grafia da palavra ou palavra padrão

Logomarca (Logos + Marka) - palavra marca, conhecimento marca


Este assunto se estende aos círculos acadêmicos, como, por exemplo, no ponto de vista da designer, editora e escritora Ana Luisa Escorel, autora do livro “O Efeito Multiplicador do Design”, no qual ela faz a seguinte afirmação:


"Marca é o nome da empresa ou do produto, a designação que define uma personalidade, um conjunto de ações de comunicação junto a públicos internos e externos. O símbolo e o logotipo são formas de grafar a marca, de torná-la visualmente tangível.

(...)

Logos em grego quer dizer conhecimento, e também palavra. Typos quer dizer padrão e também grafia. Portanto, grafia-da-palavra ou palavra-padrão. Agora palavra-marca ou conhecimento-marca quer dizer o quê? Coisa nenhuma."



Ou seja, do ponto de vista da autora Ana Luisa Escorel, logomarca não seria a palavra mais apropriada para se referir ao desenho gráfico composto por símbolos e palavras.

Veja também que interessante.

Grandes empresas como Youtube, em Recursos da Marca, e Facebook, em Facebook Brand Resources, referem-se à representação visual de suas marcas apenas como logotipo.

Em todos os casos, tanto em referências apenas ao símbolo quanto ao citar o conjunto formado pelo símbolo e a tipologia, as duas gigantes da tecnologia utilizam apenas o termo logotipo.

Chamar a representação gráfica da marca apenas de logotipo ou de "o logo" é algo totalmente comum no mercado do branding e do design de marcas.







Então, como se referir à representação visual da marca?



Primeiro precisamos entender que o significado de marca vai muito além de sua representação gráfica, abrangendo também a sua missão, visão e valores, assim como sua identidade visual corporativa e sua imagem perante o público.

Logotipo e outras denominações menos conhecidas, tais como Isotipo, Imagotipo e Isologo, fazem parte da Identidade Visual Corporativa de uma marca, no âmbito da representação gráfica.



Logotipo é a representação gráfica composta apenas por palavras, abreviaturas ou letras, como GOOGLE, por exemplo.


Isotipo é sinônimo de símbolo, ou seja, a representação gráfica sem o uso de palavras, como a maçã da APPLE quando desacompanhada do nome, por exemplo.


Imagotipo consiste na união do símbolo (isotipo) e do logotipo, ou seja, sinônimo de logomarca, em situações em que o símbolo também funciona bem sozinho, mantendo um reconhecimento individual, como NIKE, por exemplo.


Isologo também consiste na união do símbolo e do logotipo, ou seja, sinônimo de logomarca, porém, neste caso, o símbolo é inseparável do logotipo, como BURGER KING, por exemplo.





Vale a pena explicar isso para o cliente?



Depende. O ideal é conhecer o significado de todos os termos relacionados à identidade visual de uma marca para se referir adequadamente, sempre que preciso.

No dia a dia do mercado, para facilitar a vida e não ficar falando Imagotipo e Isologo para o cliente, você pode chamar de Logomarca tranquilamente, pois está correto, e Logotipo você utiliza quando a marca é representada apenas por uma palavra, como Google e Sony, por exemplo.

_____

Este conteúdo foi útil?
Compartilhe com outras pessoas que possam gostar também.

Postagens mais visitadas deste blog

Qual a diferença entre Publicidade e Propaganda?

O que é Marketing Digital?

O que é Design e como ele influencia o consumo?

5 razões para investir em Inbound Marketing